quinta-feira, 17 de maio de 2007

Stock Car - 2ª Etapa - 2007

Alinhando para a largada, na reta oposta.

No fim de semana do dia 05 e 06 de maio, foi a vez do Autódromo receber a segunda etapa da Copa Nextel Stock Car. Com 3 categorias e cerca de 100 carros disputando na pista, o que não faltou foi emoção. Pena que boa parte dos presentes, principalmente os que estavam nas áreas Vips não estavam lá muito interessados nisto. A Stock virou uma categoria em que a coxinha com champagne em qualquer paddock de algum patrocinador tem mais importância do que a real disputa nas pistas. A própria arquibancada, área em que o público que gosta de Stock Car, mas não tem acesso as credenciais Vips assiste às corridas, está sendo cada vez mais resevado a convidados, em detrimento a quem paga os R$ 20,00 para estar lá. As melhores áreas da arquibancada ou estão reservadas, ou estão encobertas com alguma placa de patrocinador. Infelizmente o show está sendo reservado a quem consegue entrar em alguma área Vip ou então tem TV por assinatura, pois nem a Globo consegue transmitir a corrida sem colocar comerciais bem no meio dela.
Mas enfim, tirando estes detalhes, a corrida foi dominada pelo paranaense Rodrigo Sperafico, piloto da equipe também paranaense Action Power. Rodrigo fez a pole e dominou a corrida de ponta a ponta, sem sofrer grande pressão do segundo colocado, Thiago Camilo. Completando, em terceiro largou o também paranaense Ricardo Zonta e em quarto, Cacá Bueno. Cacá ultrapassou Zonta e quase no fim da corrida, Zonta quebrou o câmbio eacertou Cacá, o retirando da prova. Ricardo Maurício, vencedor da primeira etapa abandonou a prova, Popó Bueno bateu forte na curva da vitória e Tarso Marques, em disputa de pista danificou o capô. Poucos acidentes para uma prova movimentada. Confira abaixo algumas fotos que fiz na etapa:
Largada, quase completando a primeira volta.


Reta oposta, com o Peugeot de Valdeno Brito e o carro madrinha da Chevrolet.


Entrada da reta principal, com Rodrigo Sperafico e Pedro Gomes.


Fim da reta, com Valdeno Brito e Jader David.


Enrique Bernoldi, ex-F1 e Felipe Gama.


Thiago Camilo e Pedro Gomes, acidentado.


Luciano Burti e Felipe Maluhy.


Daniel Landi, rodando no treino classificatório e sendo resgatado.


Levantando poeira!


Welington Justino e Giuliano Losacco.


Ricardo Maurício e Marcos Gomes.


Um Mitsubishi errando e Paulo Salustiano.


Ricado Maurício e Ricado Zonta.


Mano Rola, depois de errar no fim da reta e Guto Negrão.


Rodrigo Sperafico e Giuliano Losacco.


Nonô Figueredo e Alceu Feldmann.


Nonô Figueredo e Valdeno Brito.


Ricardo Sperafico e Ricado Zonta.


O vencedor Rodrigo Sperafico e Giuliano Losacco.


Os Stock Júnior,


que ganharam muito em visual este ano.


Stock Light,


não muito valorizada, mas bem disputada.

Daniel Serra e o Bora.

Alan Khodair e o Astra.

Felipe Maluhy e Mitsubishi.

Mano Rola, no momento em que escapava no fim da reta.

Hoover Orsi, com o Bora.

Novamente Felipe Maluhy.

E Alan Khodair também.

Welington Justino de lado nos treinos.

Acabou na brita.

Bora usado para a Hot Lap.

Stock Light de A. Bastos.

Fernanda Parra, a mulher da Stock.

Stock Jr.

Stock Jr. com o motor estourado.

Mitsubishi usado para Hot Lap.


Ruben Carrapatoso e seu Lancer.

Welington Justino.

Rodrigo Sperafico, com o Bora que venceu em Curitiba.

Ruben Carrapatoso fechando a fila na entrada dos boxes, depois da bandeirada final.

Google+ Followers