quinta-feira, 14 de abril de 2011

Fórmula Pinhais é baseada na Fórmula Vee, sucesso no passado.

Categoria de baixo custo e grande competitividade é a promessa regional para 2011.

Os carros da Fórmula Pinhais
Sucesso nos anos 70, tendo revelado diversos pilotos campeões, a Fórmula Vee vai voltar. Modernizada, com novo nome mas com o mesmo espírito, a categoria vem para trazer boa competitividade a baixo custo.

Batizada de Fórmula Pinhais, pelo apoio dado pela Prefeitura da cidade, a categoria será a mais nova e única categoria de monopostos paranaense. Focada no baixo custo, a categoria oferece o carro completo por R$ 30.000,00 pronto para correr. São sete carros prontos para a estréia.

A história da categoria começou há cinco anos, quando o engenheiro e piloto Plácido Iglesias, campeão da Super Vee 1300 em 1979 trouxe a ideia de reativar a Fórmula Vee no Brasil. Ele acompanhava pilotos pelo mundo e viu que a Fórmula Vee ainda estava em atividade na Austrália, Nova Zelândia, Estados Unidos, México e em vários países da Europa com grid cheio e a mesma competitividade de antes. 

Seis carros prontos e cinco pilotos confirmados.
Plácido, ao voltar para o Brasil, procurou seu amigo Édson Ferreira da Silva para ajudar a criar a categoria no Paraná, mas infelizmente ele faleceu antes que o projeto entrasse em operação. Edson então passou a viabilizar o projeto, com ajuda de amigos engenheiros mecânicos e preparadores.

Os carros da Fórmula Pinhais utilizam motor AP 1.6, com injeção eletrônica e módulo da Fueltech, stander, 1,5 mm de rebaixamento no cabeçote e demais peças originais da linha Volkswagen. A caixa de câmbio será de Fusca ou Brasília, com relação de 8x33 dentes, revisados por apenas uma oficina especializada. O motor e a caixa serão lacrados. As rodas serão 13x6 polegadas na dianteira e 13x8 na traseira. Pneus radiais 175 na frente e 185 na traseira, com freio a disco nas quatro rodas. Todos os carros serão feitos por único preparador. Em São Paulo está também em início de atividades a Super Vee, mas com motores a ar, como na original. Porém, com a falta de motores novos e dificuldades de preparação, a organização da Fórmula Pinhais prevê complicações para a categoria paulista.

Edson Ferreira diz que, além dele, a Fórmula Pinhais já tem confirmadas as participações dos pilotos Agostinho Setti da Rocha, Demétrio César Tonon, Marcelo Martins, Newton de Morais, Elton Morawiski, Eliandro Morawiski e Marcos Dupchak. Outros interessados podem entrar em contato com Edson pelo fone (41) 9168-3264 ou pelo e-mail kartshop@ig.com.br
Custo do carro completo é de apenas R$ 30.000,00
Fórmula Premium
Em paralelo à Fórmula Pinhais, Édson Ferreira trabalha na criação da Fórmula Premium, categoria que usará os carros da antiga Fórmula Chevrolet modificados. Será usado o motor AP 1.8 com caixa de Santana. Até o momento são quatro carros prontos.

Calendário
1ª Etapa – 15/16/17 de Abril – Curitiba
2ª Etapa – 24/25/26 de Junho – Curitiba
3ª Etapa – 15/16/17 de Julho – Curitiba
4ª Etapa – 26/27/28 de Agosto – Curitiba
5ª Etapa – 00/01/02 de Outubro – Curitiba
6ª Etapa – 02/03/04 de Dezembro – Curitiba

3 comente:

  1. Boa sorte aos pilotos e que obtenha o sucesso do passado.


    www.cartrust.com.br

    ResponderExcluir
  2. Apenas para informação:
    Formula Vee é com motor a ar, isso é assim no mundo. Com motor a ar é a maior catgoria na Inglaterra, USA e Austrália, acho que esses sabem o que estão fazendo.
    Vendemos um kit por R$ 10 mil e o piloto termina o carro gastando de 8 a 12 mil. Custo de aquisição e operação imbatíveis, por isso é a maior do mundo.
    Os carros na suas terceira e quarta corrida já estão virando em 2:08 com carburadores propositadamente estrangulados. Para quem conhece Interlagos sabe que um carro para virar isso custa 3 vezes mais.
    Quanto aos motores vw a ar ele continuam fabricados e muito, indo para o segmento aeronáutico. Vão muito bem obrigado, os motores são de Kombi praticamente standard de grande durabilidade.
    Custo? as carcaças são cedidas em comodato pela RIMA. Quer maior moleza que isso? Quebrou recebe uma nova.
    Estamos indo para a quinta corrida, temos 32 carros vendidos, 20 operacionais ou quase, já saímos no Autoesporte e jamais criticamos nenhuma categoria por pior que seja. Não é pisando nos outros que se sobe.
    Lamento ver esse comentário infeliz fruto da ignorância.
    Abs,
    Roberto Zullino
    Formula Vee Brasil

    ResponderExcluir
  3. Olá Roberto, venho esclarecer um detalhe, muito frequentmente nos confundem com os organizadores
    das categorias ou mesmo com a adminstração do autódromo. Na sua critica "Não é pisando nos outros que se sobe. Lamento ver esse comentário infeliz fruto da ignorância." não se aplica a nós, pois estamos veiculando um release da categoria, e ele se referem a antiga Formula Vee como base para a Formula Pinhais, que é o nome da categoria - esse assunto entendo que deva ser discutido entre os orgaizadores das respectivas equipes. Muito menos temos intenção de pisar em alguém para subir em alguma coisa, pois não somos donos dos carros. Como o Sr. não se refere à eles e publica em nossa página, entendo que se refere à nós. Agradecemos sua informação, pois sempre é necessário esclarcer as coisas. E, anciosamente, aguardamos a sua categoria em Curitiba, para que conheçamos de perto essas lendas das pistas numa versão mais próximas as originais dos anos 70. Afinal, sou um apaixonado por boxer e toda a história que os envolve. Abraço.

    ResponderExcluir

Comentários com fins publicitários devem ser enviados para o nosso e-mail de contato.

Google+ Followers