domingo, 4 de março de 2012

Nissan March 1.6 16V: O Popular japonês

O Nissan March 1.6 16V passou por um rápido test drive com a equipe do Curitiba Racing. Confiram as impressões sobre o popular japonês.

Modelo chega como o primeiro popular japonês.
O primeiro contato com o Nissan March aconteceu durante o Inova Show, que aconteceu na fábrica da Nissan, em São José dos Pinhais. O modelo foi apresentado no evento, alguns meses antes do lançamento oficial. A unidade emprestada para o breve contato era equipada com motor 1.6 HR16 (Nissan), ainda mono combustível, vindo direto do México.
Motores 1.0 16v e 1.6 16v, ambos flex
A versão era a top de linha. Comparando à outra exposta, na versão de entrada, foi fácil notar que o carro recebeu caprichos no acabamento na versão principal. Mas esta atenção foi dada também ao modelo básico, que em nada fica devendo aos concorrentes.
Interior da versão avaliada, top.
Interior da versão de entrada.
Dimensões compactas.
Porta malas com 265l
Com motorização 1.6 ele ocupa, de certa forma, o nicho do finado Clio 1.6, entregando muita potência e pouco peso. O March 1.6 tem 111cv e menos de 900 kg, um peso/potencia excelente e promessa de economia. O carro tem o teto arcado, aumentando o espaço interno. Curioso são os vincos em forma de bumerangue, que reforçam a chapa, mais fina que o convencional. O design tem alguns pontos questionáveis, que podem ser corridos em futuras remodelações, destacando a tampa de combustível e conjunto óptico traseiro, incluindo o break light.
O motor 1.6 16v tem 111cv
Os bancos têm tecidos agradáveis ao tato, e discretos de tons escuros, como manda a preferência nacional. Porém o assento dos bancos é curto e estreito. Pessoas de maior porte podem sentir falta de mais apoio. Atrás há espaço suficiente para os mais altos, que encontrariam dificuldades em outros carros desse segmento. Essa unidade mexicana estava equipada com ABS, porém fora informado que as primeiras unidades não viriam com o equipamento devido a problemas com o fornecedor, porém já se passou quase um semestre e esse equipamento ainda não está disponível, nem na versão 1.6.
Modelo não tem ABS disponível nem como opcional.
Avaliada a versão 1.6, recentemente foi a vez de um test drive na na versão 1.0 S, que com apenas 650km já marcava 13km/l no computador de bordo. Fazendo novamente uma comparação com o Clio, a versão passa a impressão de ser mais macio, inclinando mais em curvas, mas sem comprometer o conforto e segurança. O ruído interno chama a atenção em pisos menos favoráveis, mas também fica na média da categoria. Nessa versão, a calota chama a atenção por ficaram para fora da borda das rodas, flutuando, talvez agravado por pneus mais estreitos do que deveriam ser.
Versão com calotas.
O modelo chegou ao Brasil importado, via México, mas com a construção de uma nova fábrica da Nissan no Rio de Janeiro, é quase certo que o modelo seja nacionalizado em breve. Segundo o Diretor de Marketing da Nissan, Carlos Moreno, a estratégia é aumentar a participação da marca - o que vem conseguindo com sucesso - com a oferta de produtos em segmentos de grandes volumes de venda, aonde o Nissan March se posiciona. A estratégia de preços da Nissan é agressiva e o modelo desembarcou no Brasil com preços à partir de R$ 27.990,00, mas nos últimos dias sofreu um reajuste para R$ 26.990,00 tornando-o ainda mais atrativo.
Versão 1.0 tem R$ 26.990,00
Com preços e equipamentos próximos aos dos concorrentes, o March tem potencial para enfrentar os modelos tradicionais do mercado com vantagem em alguns pontos, como economia e o fator novidade. Porém peca ao oferecer um desenho que está longe de ser um divisor de aguas. Ele parece ser feito para mercados conservadores, uma vez que até sua versão anterior (Nissan Micra) era mais arrojada.







2 comente:

  1. Anônimo8:45 AM

    Poxa, qdo vi o nome do site tava esperando por um baita review de desempenho... decepção.

    ResponderExcluir
  2. Em breve o carro retorna, para uma semana de testes. Aí teremos números melhores para apresentar.

    ResponderExcluir

Comentários com fins publicitários devem ser enviados para o nosso e-mail de contato.

Google+ Followers