quinta-feira, 31 de maio de 2012

Racing Festival abre a temporada 2012 da Copa Fiat e R1 GP1000 em Londrina, neste fim de semana

Público terá entrada franca no Autódromo Internacional Ayrton Senna, em Londrina e ainda concorrerá a um Uno Vivace zerinho!
Linea T-Jet da Copa Fiat.
Após as mudanças anunciadas no formato do Racing Festival, com o fim da Fórmula Futuro, troca da Copa Hornet e CB300 pela R1 GP1000 da Yamaha e mudança do nome da categoria de turismo para Copa Fiat, o evento abre a temporada 2012 neste fim de semana, no Autódromo de Londrina.

A Copa Fiat chega com novidades no carro. O motor do Linea T-Jet 1.4 turbo e 16 válvulas está mais potente, passando a render de 230cv à 260cv. A suspensão foi redimensionada e os pneus deixaram de ser aro 16" e agora são Pirelli aro 18". Fechando as alterações, foi instalado um kit aerodinâmico novo, assoalho de madeira e extrator de ar posterior.

Na etapa de Londrina são esperados 20 carros no grid. Confiram os confirmados:
GT Racing - Cacá Bueno e Popó Bueno
Pater Racing - Marcos Gomes, Giuliano Losacco e André Bragantini
Sinal/Greco - Allam Khodair e Fábio Carreira
Repecon - Leonardo Nienkötter e Fernando Nienkötter
W2 Racing - Clemente Faria Jr. e Betinho Sartório
Fittipaldi - Christian Fittipaldi e Mauri Zacarelli
GF Sports - Júlio Campos e Ricardo Sargo*
Cesinha Competições - Cesinha Bonilha e Ulisses Silva
VL Racing - Edson do Valle e Wellington Justino
Qualy Sports - Rogério Castro
* A dupla acabou desistindo da etapa inaugural, por problemas familiares do chefe de equipe da GF.

Yamaha YZF-R1
Já na R1 GP1000, a Yamaha apresenta a YZF-R1 como a protagonista da temporada, com 14 delas na etapa inaugural da categoria. A nova YZF-R1 já será do modelo 2013. A Yamaha, patrocinadora da categoria, aproveita esta primeira etapa do Racing Festival para lançar oficialmente a moto ao mercado.

A moto tem motor de 998cc e potência de 182 cv a 12.500 RPM. Como o foco é o baixo custo para o competidor, é mantido o máximo da originalidade das motos. Não é permitida qualquer alteração que influencie no desempenho. Desta forma, vai valer bastante o talento dos 14 pilotos da cateogoria.

Falando neles, confiram a lista de pilotos da R1 GP1000:
Adilson Cajuru - São Vicente (SP)
Cristiano Vieira - Gioânia (GO)
Guga Folheto - Ribeirão Preto (SP)
Diego Pretel - Taquarituba (SP)
Edson Morales - Goiânia (GO)
João Simon - São Paulo (SP)
Juracy Rodrigues - Londrina(PR)
Maico Colussi - Passo Fundo (RS)
Marco Brunheroto - São Paulo (SP)
Otávio Lucchini - Jundiaí (SP)
Ricardo Levy - Moema (SP)
Santo Feltrin - São Paulo (SP)
Vinícius de Souza Maia - Goiânia (SP)
Wesley Gutierrez - Londrina (PR)

O Racing Festival não terá apenas atrações para os pilotos profissionais. Em paralelo, acontece o Yamaha Super Bike Experience, aonde serão realizados test-drive de motocicletas de alta cilindrada, exposição e venda de produtos e acessórios, e palestra com o jornalista e piloto de testes do programa Auto Esporte e da revista Duas Rodas, Leandro Mello. Motociclistas que quiserem, podem fazer um check-up em sua moto, seja ela de qualquer marca. Para isso é só se cadastrar no site www.yamaha-motor.com.br/superbikeexperience.
E durante o intervalo das corridas, ainda acontece o famoso show de Freestyle do Jorge Negretti.
Jorge Negretti.
Quem for ao autódromo, que terá portões abertos a partir das 8h dos dias 02 e 03 de junho e entrada franca, pode ainda sair de lá com um  Uno Vivace zerinho.
Uno Vivace para o público presente.
Para concorrer ao carro, os torcedores precisarão apenas guardar o tíquete numerado que receberão gratuitamente na entrada do Autódromo de Londrina, no próximo dia 3 de junho. É preciso, no entanto, que o ganhador esteja no local no momento da apuração para ter direito ao prêmio.

As atividades de pista da Copa Fiat serão abertas na sexta-feira com as duas sessões de ensaios extras - das 12 às 13h30 e das 15h30 às 17h00. O Yamaha Super Bike Experience acontecerá no sábado em dois horários, às 12h30 e às 16h20, e no domingo às 14h15. Cada sessão terá duração de 1 hora.

O evento terá transmissão ao vivo pela Sportv, em TV aberta pela Rede TV! e pela internet no site BRMTV.

A programação da Copa Fiat em Londrina:
02/06 - Sábado
Sábado
8h30 - Treino livre R1 GP1000
9h10 - Treino livre Copa Fiat
9h50 - Treino livre R1 GP1000
10h30 - Treino livre Copa Fiat
11h40 - Treino livre R1 GP1000
12h20 - Yamaha Super Bike Experience
13h50 - Treino livre Copa Fiat
15h00 - Treino classificatório R1 GP1000
15h30 - Treino classificatório Copa Fiat
15h55 - Treino classificatório Copa Fiat
16h20 - Yamaha Super Bike Experience

03/06 - Domingo
10h00 - 1ª prova Copa Fiat
11h15 - Freestyle Show
12h00 - Prova R1 GP1000
13h00 - 2ª prova Copa Fiat
14h15 - Yamaha Super Bike Experience

Serviço:
Racing Festival - 1ª etapa
Quando: 02 e 03 de junho
Onde: Autódromo Internacional Ayrton Senna - Londrina/PR
Entrada gratuita

TOP SERIES em Curitiba terá track day para superesportivos na programação

No intervalo entre os treinos da Top Series, no sábado, acontecem duas sessões de Track Day para supercarros, no Autódromo de Curitiba.
Supercarros na pista.
O Autódromo de Curitiba terá além dos carros do Top Series, carros de rua, na pista. Durante os intervalos dos treinos do Campeonato Brasileiro de Endurance - Top Series, acontece um Track Day para superesportivos. Chamado Driver Day, evento acontece no sábado, dia 9 de junho. Na pista, estarão alguns dos modelos de rua mais cobiçados do mundo, como Lamborghini Superleggera, Audi R8, Corvette C6, Z06, ZR1, Mercedes AMG, Mitsubishi Lance Evo X.

São esperados 30 carros no Track Day, organizado por Décio Rodrigues, da Revista Driver. Os Curitibanos, já acostumados a acelerar nos Track Days que acontecem frequentemente, podem participar também. É só entrar em contato, através do e-mail decio@drivercup.com.br.

quarta-feira, 30 de maio de 2012

Elf Superbike: Danilo Andric venceu a etapa de Curitiba

O piloto Danilo Andric, com a BMW 64 venceu a 2ª Etapa Elf SuperBike, disputada no último domingo, na programação do Brasileiro de GT.
Renato Andregheto - Kawasaki
Diego Pretel, também com uma BMW, a 88, chegou em segundo. Maico Teixeira, com a Honda 36 ficou em terceiro.
Leymar M Sanches - BMW
Josivaldo Gomes - Honda
Bernardo Kochen - Kawasaki
Nickolas Iatauro - Kawasaki
Matheus Piva - Honda
Jaime Cristobal - Kawasaki
João Rodrigues - Honda
Walter Pimental - Kawasaki
Jose Albuquerque - Kawasaki
Jean Balech - Kawasaki

Fernando Ferraz - Kawasaki

Resultado da 2ª Etapa do Elf Superbike:
1º - 64 - Danilo Andric - BMW
2º - 88 - Diego Pretel - BMW
3º - 36 - Maico Teixeira - Honda
4º - 17 - Danilo Lewis - Kawasaki
5º - 97 - Rodrigo Benedicts - BMW
6º - 34 - Bruno Corano - Kawasaki
7º - 90 - Alecsandre Grandi - Honda
8º - 68 - Diego Faustino - Honda
9º - 54 - Matheus Piva - Honda
10º - 122 - João Simon - Honda
11º - 47 - Wesley B Gutierez - Honda
12º - 71 - Jaime Cristobal - Kawasaki
13º - 19 - Ricardo Pelosini - Kawasaki
14º - 118 - Gustavo Rodrigues - BMW
15º - 39 - Nickolas Iatauro - Kawasaki
16º - 41 - Marcos Nishimoto - BMW
17º - 128 - Leymar M Sanches - BMW
18º - 99 - Ricardo Gornati - Kawasaki
19º - 95 - Luis Fittipaldi - BMW
20º - 84 - Jose Albuquerque - Kawasaki
21º - 27 - Bernardo Kochen - Kawasaki
22º - 77 - Walter Pimental - Kawasaki
23º - 73 - João Rodrigues - Honda
24º - 141 - Josivaldo Gomes - Honda
25º - 171 - Aloisyo Coutinho - Honda
26º - 11 - Fernando Ferraz - Kawasaki
27º - 89 - Jean Balech - Kawasaki
28º - 22 - Pierre Chofard - Kawasaki
29º - 18 - Bruno Silva - Kawasaki
30º - 181 - Everton Felizardo - BMW
31º - 2 - Gilberto Silva - Kawasaki
32º - 51 - José L Teixeira - Honda
33º - 30 - Renato Andregheto - Kawasaki
Luis Fittipaldi - BMW

Ricardo Gornati - Kawasaki
A próxima etapa do Elf Superbike acontece em 24 de junho, no Autódromo de Interlagos.

TOP SERIES terá apresentação de Drift na etapa de Curitiba

Programação terá competição especial entre alguns dos principais nomes da modalidade no Brasil.
10 Carros de Drift em Curitiba.
Além da Top Series, o novo Campeonato Brasileiro de Endurance, que acontece no próximo dia 10 de junho, o público que for ao autódromo também vai assistir a um show com 10 carros de Drift.

Com uma série de campeonatos espalhados pelo País, o Drift é a nova febre do automobilismo. Os dez carros importados estão divididos entre Nissan Silvia, Skyline e Toyota Mark II e farão uma exibição de uma hora e meia para o público, no Autódromo de Curitiba. Valendo resultado, claro: será uma competição eliminatória e haverá uma final envolvendo as feras do Drift.

O drift é uma técnica de pilotagem que consiste em acelerar o carro praticamente o tempo inteiro de lado, exigindo muita habilidade e obviamente a preparação adequada dos modelos utilizados. A modalidade começou no Japão há aproximadamente 40 anos, antes de se espalhar pelo mundo. Recentemente, ganhou popularidade também pelos games especializados no tema e pelo filme Velozes e Furiosos: Desafio em Tóquio.

9º Encontro de Veículos Antigos de Pomerode - SC

O tradicional reduto alemão em Santa Catarina sedia o 9º Encontro de Veículos Antigos de Pomerode - SC.
Cartaz do evento
Organizado pelo Veteran Club de Pomerode, o encotr vai reunir diversos carros antigos e raros, nos dias 01, 02 e 03 de julho. Maiores informações através do e-mail vccpomerode@hotmail.com

terça-feira, 29 de maio de 2012

XRC Brasil: Os detalhes do carro que estreou no Rally de Erechim

Com a maior parte de seus itens fabricados no país, projeto da equipe curitibana Promacchina oferece aos pilotos a mesma performance dos veículos 4x4 importados, a um custo 50% menor.
O XRC em um treino.
Com um projeto inédito na história da modalidade no país, o XRC - Xtreme Rally Car - oferece aos competidores altíssimos desempenho e prazer de pilotar, a um custo que chega a praticamente 50% do necessário para a compra e manutenção de um veículo similar importado.
Motor V6 de 330cv
Unir extrema performance e dirigibilidade, aliás, foi o objetivo dos idealizadores do XRC desde a concepção do projeto. Dos primeiros esboços à estreia, ocorrida no Rally de Erechim, foram necessários dois anos de pesquisas e um intenso trabalho de engenharia e desenvolvimento - realizados pela equipe curitibana Promacchina, que produz os carros segundo o conceito definido para o Xtreme Rally Car.
Tecnologia nacional no desenvolvimento do carro.
"Pesquisamos todas as possibilidades, pois queríamos usar peças prontas existentes no mercado nacional, sem comprometer o desempenho do carro. Apenas dois itens do XRC, que são a injeção eletrônica e os amortecedores, são importados. Com isso, conseguimos reduzir pela metade os custos de montagem e manutenção dos veículos", explicou Maurício Neves, o maior responsável pelo desenvolvimento do projeto Xtreme Rally Car.

Além de baixar o custo, a Promachina também se preocupou com o meio ambiente e tornou o projeto sustentável quando possibilitou a reutilização de peças e o uso de etanol e de lubrificantes biodegradáveis nos motores.

O kit que compõe o XRC se adapta à grande maioria dos carros fabricados no Brasil. Os monoblocos fabricados em série são usados como base e recebem, inicialmente, todos os itens de segurança exigidos pela Confederação Brasileira de Automobilismo para a homologação de um carro de rally. A transformação continua com o motor e passa pelo câmbio, caixa de transferência, diferenciais e suspensão.
Câmbio sequencial é nacional.
O Motor V6 GM de 3.6 litros possui quatro comandos variáveis e atinge 330 cv. Além disso, possibilita vários tipos de acerto, o que garante maior desempenho ao carro.

O câmbio sequencial usado no XRC é fabricado no Brasil pela Bertolotti, do Rio Grande do Sul, e tem como principais características a grande resistência e a facilidade de uso no momento da pilotagem.

Já a caixa de transferência, que vai acoplada ao câmbio, é composta por vários itens encontrados em veículos Mitsubishi fabricados no Brasil. Ela transmite força para os diferenciais dianteiro e traseiro, que também foram encontrados entre os componentes desenvolvidos no país pela fabricante japonesa.

A suspensão tubular do XRC foi inteiramente desenvolvida pela Promacchina em sua oficina e pista de testes. Ela tem grande curso e, assim, permite que o veículo encare qualquer tipo de terreno com maior estabilidade e conforto aos tripulantes. Entre os componentes da suspensão há apenas um item importado: os amortecedores Baratec, da Argentina.

Outra vantagem oferecida pelo XRC é a facilidade de construção. "A primeira fase do processo, que corresponde às modificações feitas no chassis, tem de ser feita na Promachina, mas depois cada equipe pode fazer a sua própria manutenção sem grandes problemas", finalizou Neves.

Como foi a estréia
Depois de meses de preparação e testes, duas unidades do Xtreme Rally Car partiram para a disputa do Rally Internacional de Erechim, no Rio Grande do Sul, com bons resultados na disputa do Super Prime.

Os dois primeiros são Peugeot 207, mas o projeto se adapta a outros carros.

No evento que é considerado o treino de classificação do Rally de Erechim, a dupla Mauricio Neves/KZ Morales enfrentou de igual para igual os potentes carros 4x4 das duplas que disputam o Campeonato Sul-Americano - e encerrou a disputa ocorrida no Parque ACCIE com a 7ª colocação entre os 74 carros do grid. Jean Pimentel e Thiago Osternack, que também correm com um Peugeot 207 XRC em Erechim, venceram as duas minicorridas que disputaram pelo circuito de 1800 metros montado no ACCIE e fecharam, invictos, o Super Prime.

Neves e Morales enfrentaram uma quebra na flange (ou tulipa), que liga o semieixo ao diferencial, o que deixou o Peugeot 207 XRC sem tração nas rodas traseiras durante a primeira Especial. Apesar de completar o trecho cronometrado seguinte, a dupla optou por parar antes do previsto afim de não prejudicar a análise de outros componentes do carro.

Já a dupla Pimentel/Osternack saiu da estrada na segunda Especial e ficou presa em uma vala. "Escapamos em uma curva e caímos em uma valeta. Quando conseguimos tirar o carro descobrimos que havia entortado a bandeja e não tivemos como continuar. Isso faz parte do meu aprendizado, já que, assim como o carro, também estou em fase de desenvolvimento", concluiu Jean Pimentel, que fez sua estreia em ralis em 2010.

Um comentário comum às duas duplas que utilizam o Peugeot 207 XRC em Erechim foi a necessidade de "ousar" no levantamento do percurso, levando-se em conta o grande potencial do carro. O modelo mostrou-se muito rápido e recebeu elogios, também, no momento das frenagens. Apesar dos problemas enfrentados hoje, pilotos e navegadores devem voltar a competir normalmente neste domingo, quando serão realizadas as últimas quatro Especiais da prova.

Se os carros do XRC chamaram a atenção nos trechos cronometrados, eles também fizeram sucesso no Parque de Apoio. Além de vários pilotos brasileiros que procuraram conhecer melhor o projeto da categoria - que deve revolucionar o rali nacional -, muitos pilotos estrangeiros foram até as instalações do XRC Team buscar informações.

Como foi o Rally de Erechim
Gustavo Saba e Victor Aguilera venceram o sul-americano
Juliano Sartori e Rafael Sartori, dupla vencedora do Brasileiro
Juliano Sartori e Rafael Sartori vencem a 1ª etapa do Campeonato Brasileiro de Rally em Erechim e a dupla Ullysses Bertholdo/Marcelo Dalmut venceu a 2ª. Confiram a classificação do Campeonato Brasileiro, por categoria:
Ulysses Bertholdo e Marcelo Dalmut vence Erechim na 4x4 turbo
4x4 Turbo
1º - Ulysses Bertholdo/ Marcelo Dalmut - Mitsubishi Lancer Evo IX, 41min02s6
2º - Victor Fischer/ Sidinei Broering - Mitsubishi Lancer Evo IX , 42min20s3
3º - Ilo Diehl/ Eduardo Soneca - Mitsubishi Lancer Evo X, 44min04s9.
Jose Barros Neto e Marco Marini faturam na categoria XRC
XRC
1º - José Barros Neto/ Marco Martini - Mitsubishi Lancer Evo IX 4R, 40min56s2
2º - Maurício das Neves - XRC Peugeot 207, 42min56s2
Fabio Dall Agnol e Gabrielk Morales vence na 4x2 Super no Brasileiro
4X2 Super
1º - Fabio Dall Agnol/ Gabriel Morales - Peugeot 207, 44min48s6
2º - Luccas Arnone/ Felipe Costa - Peugeot 207, 46min08s1
3º - Marlon Goulin/ Maicol de Souza - Peugeot 207, 47min07s1

4x2
1º - Tiago Mocelin/ Vinicius Anziliero - Chevrolet Celta, 43min40s6
2º - Vanderle Carminatti/ Robson Giacomel - Chevrolet Celta, 46min08s1
3º - Heitor Pavesi/ Giovani Bordin - Peugeot 206, 46min56s2

A próxima etapa do Campeonato Brasileiro de Rali será entre os dias 7 e 8 de julho em passo Fundo, RS.

Fotos: Jose Mario Dias/Camilo Fontana

Mitsubishi Cup: Mais de três mil pessoas assistiram ao rali na cidade de Mafra-SC

A mudança de clima foi uma das dificuldades a mais da 3ª etapa da Mitsubishi Cup. Mas é disto que os pilotos gostam!
Mais de três mil pessoas prestigiaram a etapa de Mafra
Frio e calor. Chuva e Sol. Prestigiadas por um público de mais de três mil pessoas, as duplas que compareceram à terceira etapa da 13ª temporada da Mitsubishi Cup viveram um verdadeiro turbilhão de emoções em Mafra (SC). O rali de velocidade cross country da Mitsubishi contou com grandes variações climáticas, que deixaram o percurso da fazenda Marivana ainda mais desafiador.
Cristian Baumgart e Beco Andreotti voltaram ao pódio da Mitsubishi Cup
Depois de alguns dias de chuva, a manhã do último sábado, 26/05 começou muito fria e com muita neblina. A tarde, no entanto, o sol resolveu aparecer, mudando totalmente as características do percurso de 29 quilômetros entre lavouras colhidas, lembrado pelos competidores como uma "montanha russa" devido ao relevo com muitas subidas e descidas.

Campeão da L200 Triton ER Master

O navegador de apenas 18 anos Victor Ristow, que corre ao lado do pai, Jocimar, foi um dos destaques da etapa ao conquistar a primeira colocação na categoria Pajero TR4R.
Campeão L200 Triton ER
Apesar da pouca idade, Victor tem uma boa bagagem em ralis. O navegador começou sua carreira em provas de regularidade, com 16 anos. Com o passar do tempo, Ristow resolveu buscar novos desafios, em um tipo de competição que proporciona mais velocidade.
Campeão Pajero TR4 R
Vencedores
Na categoria L200 Triton RS, a dupla Cristian Baumgart e Beco Andreotti, bicampeões da Mitsubishi Cup, voltaram ao lugar mais alto do pódio.

Novidade em 2012, a categoria L200 Triton ER Master continuou com o domínio de Marcelo Mendes e Deco Muniz, que conquistaram a terceira vitória na temporada. Na L200 Triton ER, Vinicius Castro e João Neto ficaram com a primeira colocação.

Já na categoria Pajero TR4ER Master, Henry Grosskopf e Gunnar Dums conquistaram o primeira lugar pela primeira vez em 2012. Na Pajero TR4ER, vitória de Ronald Rezende Leis e Rafael Dal Bello.

A próxima etapa acontece em 16 de junho, na cidade de Jaguariúna - SP.
L200 Triton RS
Resultados - 3ª etapa - Mafra (SC)

L200 Triton RS
1º - Cristian Baumgart Stroczinski / Alberto Andreotti Neto (São Paulo / SP) - 41 Pontos
2º - Marcos Baumgart Stroczynski / Kleber Cincea (São Paulo) - 40 Pontos
3º - Marcos Antonio Cassol / Luis Felipe Eckel (Rio Verde / GO) - 37 Pontos
4º - Augusto Fiergelewski Soares / Rafael Capoani (Caxias do Sul / RS) - 34 Pontos
5º - Marlon Koerich / Sidinei Broering (Florianópolis / SC) - 33 Pontos

L200 Triton ER Master
1º - Marcelo Emerick Mendes / Deco Muniz (Juiz de Fora / MG) - 45 Pontos
2º - Felipe Ewerton da Silva / Rodrigo Mello (Brasília / DF) - 38 Pontos
3º - Robert Nahas / Idali Bosse (São Paulo / SP) - 36 Pontos
4º - Jose Helio Filho / Weidner Moreira (São Paulo / SP) - 34 Pontos
5º - Peterson Silva De Oliveira / Gilson Rocha (Tubarão / SC) - 34 Pontos

L200 Triton ER
1º - Vinicius Castro / Joao Cerqueira Teixeira Neto (Lauro de Freitas / BH)- 42 Pontos
2º - Gunter Hinkelmann / Josiane Koerich (São Paulo / SP) - 36 Pontos
3º - Afonso Henrique Bastos / Jorge Peters (São Bento do Sul / SC) - 34 Pontos
4º - Sergio Klaumann / Francisco Ferreira (Rio Negrinho / SC) - 34 Ponto
5º - Marco Falchetti / Ivo Renato Mayer - 33 Pontos

Pajero TR4 ER Master

Pajero TR4 ER Master
1º - Henry Grosskopf / Gunnar Dums (São Bento do Sul / SC) - 44 Pontos
2º - Rafael Martins Cassol / Lelio Vieira Carneiro Junior (Rio Verde / GO) - 41 Pontos
3º - Gustavo Gugelmin / Marco Panstein (Lages / SC) - 40 Pontos
4º - Albano Parente Jr / João Ferreira Da Silva (Rio de Janeiro / RJ) - 25 Pontos
5º - Carlos Roberto Girolla / Gilberto Cecilio Junior (Blumenau / SC) - 21 Pontos

Pajero TR4 ER

Pajero TR4 ER
1º - Ronald Rezende Leis / Rafael Dal Bello (Niterói / RJ) - 41 Pontos
2º - Acyr Alexandre Becker / João Stal (São Bento do Sul / SC) - 39 Pontos
3º - Andre Franco De Miranda / Osmar Dehn Joao (Vinhedo / SP) - 38 Pontos
4º - Renato Kahn / Gilze Ferreira De Araujo (São Paulo / SP) - 34 Pontos
5º - Yuri Alexandre Afonso / Flavio Marinho França (Natal / RN) - 30 Pontos

Pódio Pajero TR4 R

Pajero TR4R
1º - Jocimar A. Ristow / Victor Matta Ristow (Niterói / RJ) - 42 Pontos
2º - Kleber Cardozo / Rodrigo Schimitt (Florianópolis / SC) - 40 Pontos
3º - Dimitris Antonio Rusezyk Junior / Giulian Telma (Rio Negrinho / SC) - 39 Pontos
4º - Marcelo Fiuza Chaves / Joaquim Bicudo Filho (Recife / PE) - 32 Pontos
5º - Paulo Cesar Aragao Gondim / Antonio Chagas Junior (Fortaleza / CE)- 29 Pontos

Pódio Pajero TR4 ER

Resultado Acumulado - Mitsubishi Cup

L200 Triton RS
1º - Cristian Baumgart Stroczinski / Alberto Andreotti Neto (São Paulo / SP) - 94 Pontos
2º - Marcos Antonio Cassol / Luiz Felipe Eckel (Rio Verde / GO) - 90 Pontos
3º - Marcos Baumgart Stroczynski / Kleber Cincea (São Paulo / SP)- 88 Pontos
4º - Augusto Fiergelewski Soares / Rafael Capoani (Caxias do Sul / RS) - 87 Pontos
5º - Marlon Koerich / Sidinei Broering (Florianópolis / SC) - 82 Pontos

L200 Triton ER Master
1º - Marcelo Emerick Mendes / Deco Muniz (Juiz de Fora / MG)- 104 Pontos
2º - Jose Helio Goncalves Filho / Weidner Moreira (São Paulo / SP) - 91 Pontos
3º - Peterson Silva De Oliveira / Gilson Rocha (Tubarão / SC) - 81 Pontos
4º - Felipe Ewerton da Silva / Rodrigo Mello (Brasília / DF) - 69 Pontos
5º - Regis Braga Maia / Eduardo Bampi (Lauro de Freitas / BA)- 68 Pontos

L200 Triton ER
1º - Vinicius Castro / Joao Cerqueira Teixeira Neto (Lauro de Freitas / BA)- 102 Pontos
2º - Marco Falchetti / Ivo Renato Mayer (Tubarão / SC) - 87 Pontos
3º - Gunter Hinkelmann / Caio Vassimon Guidi (São Paulo / SP) - 84 Pontos
4º - Bartolomeu De Carvalho Nunes / Joao Victor Ribeiro (Recife / PE)- 72 Pontos
5º - Afonso Abreu Junior / Jorge Adriano Peters (São Bento do Sul / SC) - 72 Pontos

Pajero TR4 ER Master
1º - Rafael Martins Cassol / Lelio Vieira Carneiro Junior (Rio Verde / GO) - 99 Pontos
2º - Carlos Henrique Scheffer Jr / Rafael Malucelli (Curitiba / PR) - 78 Pontos
3º - Carlos Roberto Girolla / Gilberto Cecilio Junior (Blumenau / SC)- 68 Pontos
4º - Albano Parente Jr / João Ferreira Da Silva (Rio de Janeiro / RJ)- 59 Pontos
5º - Henry Grosskopf / Gunnar Dums (São Bento do Sul / SC) - 54 Pontos

Pajero TR4 ER
1º - Renato Kahn / Gilze Ferreira De Araujo (São Paulo / SP) - 93 Pontos
2º - Andre Franco De Miranda / Osmar Dehn Joao (Vinhedo / SP) - 89 Pontos
3º - Luiz Fernando Zarpellon / Daniel Vosnika (Irati / PR) - 81 Pontos
4º - Yuri Alexander De Oliveira Afonso / Flavio Marinho Franca (Natal / RN)- 73 Pontos
5º - Acyr Alexandre Becker / João Stal (São Bento do Sul / SC) - 72 Pontos

Pajero TR4R
1º - Dimitris Antonio Rusezyk Junior / Giulian Telma (Rio Negrinho / SC)- 112 Pontos
2º - Luiz Claudio Parente / Glauco Alencastro (Rio de Janeiro / RJ)- 87 Pontos
3º - Marcelo De Oliveira Fiuza Chaves / Joaquim Bicudo Filho (Recife / PE) - 84 Pontos
4º - Jocimar A. Ristow / Victor Matta Ristow (Niterói / RJ) - 84 Pontos
5º - Paulo César Gondim / Antonio Chagas Jr. (Fortaleza / CE) - 76 Pontos

Fotos: Ricardo Leizer / David Santos Jr

Spyder Race em Curitiba: Fernando Fortes larga em último e vence a etapa

Em prova repleta de acidentes e abandonos, Fernando Fortes supera Raijan e vence pela primeira vez na temporada; na Light, Carlos Eduardo vence a segunda consecutiva.
Fernando Fortes e o protótipo 32 (Foto: Divulgação)
A etapa de Curitiba do Campeonato Brasileiro de Spyder Race foi marcada por vários acidentes e abandonos. Já na primeira volta, o pole Valter Pinheiro se envolveu em um acidente com Leandro Romera e Fulvio Marote, com todos abandonando.

Com isso a liderança ficou por algumas voltas com Carlos Eduardo, até que na terceira volta, o vencedor da GT Premium Raijan Mascarello a assumiu. Neste momento, Fernando Fortes, que não marcou tempo nos treinos classificatórios e largou dos boxes já era o quarto no grid.

Com o ritmo forte, o piloto do protótipo 32 assumiu a liderança em poucas voltas. Após mais alguns abandonos, o Safety Car programado entrou. Fortes mantinha-se na liderança, seguido por Raijan e Henrique. Com problemas durante todo o final de semana, Raijan não conseguia aproximar-se de Fernando Fortes e manteve-se na segunda colocação até a bandeira quadriculada, somando importantes pontos para o campeonato.

Na categoria Light, Carlos Eduardo chega a sua segunda vitória consecutiva na temporada, trazendo Abbade na segunda colocação em seu retorno à única categoria nacional de protótipos e Luciano Borghesi em terceiro lugar.

Confira o resultado final da 3ª etapa em Curitiba:
1º - 32 - Fernando Fortes - Spyder Race
2° - 17 - Carlos Eduardo - Spyder Race Light
3° - 15 - Raijan Mascarello - Spyder Race
4° - 10 - Luis Abbade - Spyder Race Light
5° - 45 - Luciano Borghesi - Spyder Race Light
6° - 75 - Henrique Assunção - Spyder Race
7° - 11 - Jansen Bueno - Spyder Race Light
8° - 91 - Duda Bana - Spyder Race
9° - 18 - Peter Jr. - Spyder Race Light
10° - 44 - Jeferson Leandrini - Spyder Race Light

Melhor volta:
Spyder Race: Fernando Fortes - 5ª volta - 1min39s449
Spyder Race Light: Carlos Eduardo - 9ª volta - 1min31s707

A 4ª etapa do Campeonato Brasileiro de Spyder Race acontece em Interlagos, no dia 24 de junho.

segunda-feira, 28 de maio de 2012

GT em Curitiba: Sérgio Jimenez e Paulo Bonifácio vencem as duas provas da GT3, mas só levam uma

Após vencerem a corrida do sábado, mas serem desclassificados, Jimenez e Boni vencem novamente no domingo e desta vez, sem punições.
Mercedes SLS GT3 foi o carro do fim de semana.
A dupla que reestreou na GT, dominou a etapa de Curitiba. Com vitória na corrida de sábado* e no domingo, Sérgio Jimenez e Paulo Bonifácio, com o Mercedes-Benz SLS AMG GT3 dominaram os resultados do fim de semana. Durante os 50 minutos da prova os pilotos tiveram que aguentar forte pressão dos dois BMW Z4, com Cacá Bueno e Cláudio Dahruj em segundo e Valdeno Brito e Constantino Jr. em terceiro.
BMW Z4 de Valdeno Brito e Constantino Jr.
Largando em quarto, a dupla da Mercedes SLS 22 deixou os três primeiros do grid para trás rapidamente, mas tiveram bastante trabalho para manter a ponta, pois os BMW Z4 GT3 estavam um pouco mais equilibrados e se posicionaram na segunda e terceira posição do grid. Os irmãos Ebrahim, que largaram na pole com o Audi R8 repetiram o resultado do sábado e terminaram na oitava posição.
Mercedes SLS pronta para dar uma volta em cima da Lotus Evora.
Resultado deste domingo em Curitiba - GT3 (inclui GT Premium):
1º) - 22 - P.Bonifacio/S.Jimenez (MB, SP/SP), 37 voltas em 51:14.342 (média de 160,09 km/h)
2º - 0 - C.Bueno/C.Dahruj (BM , SP/SP), a 0.613
3º - 1 - V.Brito/Constatino Jr (BM , PA/SP), a 1.200
4º - 105 - V.Faria/R.Guerra (MB , SP/SP), a 25.140
5º - 3 - R.Derani/C.Ricci (FE , SP/RS), a 25.912
6º - 30 - C.Faria/D.Rosa (MB , SP/RS), a 31.810
7º - 15 - F.Tozzo/R.Mascarello (FE , RS/MT), a 1 volta
8º - 17 - L.Varassin/R.Matias (VI , PR/SP), a 1 volta
9º - 16 - M.Hahn/A.Kohdair (LA , SP/SP), a 1 volta
10º - 20 - F.Ebrahim/W.Ebrahim (AU , PR/PR), a 1 volta
11º - 46 - C.Kray/A.Toso (LA , RS/RS), a 2 voltas
12º - 10 - C.Almeida/P.Ventura (LA , RS/RS), a 12 voltas
13º - 18 - F.Poeta/R.Sandoval (LA , RS/RS), a 32 voltas
Cacá Bueno/Cláudio Dahruj - BMW Z4 GT3 lideram o campeonato.
Classificação da GT3 (inclui GT Premium):
1º - Cacá Bueno/Cláudio Dahruj - BMW Z4 GT3 – 69 pontos
2º - Duda Rosa/Cleber Faria - Mercedes-Benz SLS AMG - 63
3º - Wagner Ebrahim/Fábio Ebrahim - Audi R8 LMS - 49
4º - Renan Guerra/Vanuê Faria - Mercedes-Benz SLS AMG - 42
5º - Cláudio Ricci/Rafael Derani - Ferrari 458 - 41
5º - Allam Khodair/Marcelo Hahn - Lamborghini LP600+ - 41
7º - Valdeno Brito/Constantino Júnior – BMW Z4 GT3 – 26
8º - Felipe Tozzo/Raijan Mascarelo - Ferrari F430 - 25
8º - Andersom Toso/Carlos Kray - Lamborghini LP520 – 25
10º - Sérgio Jimenez/Paulo Bonifácio - Mercedes SLS AMG – 20
10º - H. Assunção/Ronaldo Kastropil - Lamborghini LP560 - 20
10º - Ramon Matias - Dodge Viper Competition Coupé – 20
13º - Fernando Poeta - Lamborghini LP560 – 19
14º - Cristiano Almeida/Pierre Ventura - Lamborghini LP520 - 18
15º - Renato Cattalini - Dodge Viper Competition Coupé - 12
16º - Felipe Roso/Vinícius Roso - Ferrari F430 - 11
16º - Walter Derani - Lamborghini LP 560 - 11
18º - Roger Sandoval - Lamborghini LP560 – 8
18º - Lorenzo Varassin - Dodge Viper Competition Coupé - 8
20º - Fernando Croce/Fernando G. Croce - Corvette Z06R - 6

* Desclassificação altera resultado da corrida do último sábado, 26/05: Detectada pelos comissários técnicos da Confederação Brasileira de Automobilismo, uma falha no cumprimento do regulamento técnico do Campeonato Brasileiro de Gran Turismo resultou na desclassificação da dupla Sérgio Jimenez e Paulo Bonifácio da primeira corrida do fim de semana. Desta forma, Duda Rosa e Cleber Faria ficam com a vitória seguidos por Cacá Bueno e Cláudio Dahruj e Cláudio Ricci e Rafael Derani.
Z4 GT3 do BMW Team Brasil
A próxima etapa da GT3 será em Interlagos, São Paulo, no dia 24 de junho.

GT em Curitiba: Raijan Mascarello e Felipe Tozzo vencem as duas provas da GT Premium

A categoria GT Premium teve domínio total da dupla Raijan Mascarello e Felipe Tozzo na etapa de Curitiba. A dupla conquistou a vitória das duas corridas do fim de semana.
F.Tozzo/R.Mascarello venceram as duas da GT Premium com a Ferrari F430.
Com este resultado, os pilotos do Ferrari F430 chegam a 60 pontos na vice-liderança da competição. Andersom Toso e Carlos Kray, de Lamborghini LP520, chegaram em terceiro na prova de domingo e estão na liderança com 64 pontos. Ramon Matias e Lorenzo Varassin, de Dodge Viper Competition Coupé completaram o pódio em segundo.

Resultado final da GT Premium:
1º - 15 - F.Tozzo/R.Mascarello - Ferrari F430
2º - 17 - L.Varassin/R.Mathias - Dogde Viper Competition Coupé
3º - 46 - C.Kray/A.Toso -  Lamborghini LP520
4º - 10 - C.Almeida/P.Ventura - Lamborghini LP520
Anderson Toso/Carlos Karay lideram a GT Premium
Classificação da GT Premium após Curitiba:
1 - Andersom Toso/Carlos Kray - Lamborghini LP520 - 64 pontos
2 - Felipe Tozzo/Raijan Mascarello - Ferrari F430 - 60

3 - Ramon Matias - Dodge Viper Competition Coupé - 48
4 - Cristiano Almeida/Pierre Ventura - Lamborghini LP520 - 45

5 - Renato Cattalini - Dodge Viper Competition Coupé - 31
6 - Felipe Roso/Vinícius Roso - Ferrari F430 - 24
7 - Lorenzo Varassin - Dogde Viper Competition Coupé - 17

A próxima etapa da GT Premium será em Interlagos, São Paulo, no dia 24 de junho.

GT em Curitiba: Lotus Evora vence pela primeira vez na GT4, com os pilotos Leo Burti e Valter Pinheiro

Após o abandono da Lotus Evora na corrida do sábado, Leonardo Burti e Valter Pinheiro superaram os problemas e venceram a prova do domingo.
Lotus Evora
Leonardo Burti e Valter Pinheiro voltam a vencer na GT4. A dupla superou os problemas enfrentados durante a corrida do sábado no Lotus Evora e conseguiu mostrar o potencial do novo carro durante a disputa da segunda corrida da rodada dupla de Curitiba. Com um Ferrari Challenge, William Freire e Duda Oliveira chegaram em segundo e Alan Hellmeister e Sérgio Laganá completaram o pódio com um Aston Martin Vantage, três carros diferentes nas três primeiras colocações.

O carro vencedor está substituindo a Ginetta G50 que a dupla utilizou no ano passado.

Resultado da corrida dois da GT4 em Curitiba:
1º - Leonardo Burti/Valter Pinheiro - Lotus Evora GT4
2º - William Freire/Duda Oliveira - Ferrari Challenge
3º - Alan Hellmeister/Sérgio Laganá - Aston Martin Vantage
4º - João Gonçalves/Marçal Melo - Ginetta G50
5º - Leonardo Cordeiro/Vitor Genz - BMW M3 GT4
6º - Fábio Greco/Valter Rossete - Maserati Gran Turismo MC
Alan Hellmeister/Sérgio Laganá de Aston Martin Vantage lideram a GT4.
Classificação do campeonato após quatro corridas:
1º - Alan Hellmeister/Sérgio Laganá - Aston Martin Vantage - 66 pontos
2º - Fábio Greco/Valter Rossete - Maserati Gran Turismo MC - 49
3º - Leonardo Cordeiro - BMW M3 GT4 - 46
4º - William Starostik - BMW M3 GT4 - 35
5º - Leonardo Burti/Valter Pinheiro - Lotus Evora - 33
6º - William Freire/Duda Oliveira - Ferrari Challenge - 32
7º - Matheus Stumpf/Patrick Gonçalves - BMW M3 GT4 - 17
8º - João Gonçalves/Marçal Melo - Ginetta G50 - 13
9º - Vitor Genz - BMW M3 GT4 - 11

Desclassificação: O resultado final da corrida da GT4 no sábado foi alterado devido a declassificação do BMW M3 de Leo Cordeiro e Vitor Genz por não terem no tanque de gasolina os três litros necessários de combustível para análise posterior. Desta forma, a vitória ficou com Alan Hellmeister e Sérgio Laganá, Fábio Greco e Valter Rossete em segundo de Maserati Gran Turismo MC e, fechando o pódio, William Freire e Duda Oliveira de Ferrari Challenge.

A próxima etapa da GT4 será em Interlagos, São Paulo, no dia 24 de junho.

Google+ Followers