sexta-feira, 4 de setembro de 2015

Sandero é o carro mais vendido no Paraná em 2015

Mais de 6,5 mil unidades do Sandero já foram comercializadas no Estado até o final de agosto desse ano.

Sandero é o carro mais vendido do PR.
Embora o mercado automobilístico esteja vivendo momentos de recuo em produção e vendas, acompanhando o desempenho negativo da economia nacional, há quem comemore bons resultados. É o caso da Renault, que acertou no gosto dos paranaenses e detém a liderança em vendas de automóveis no acumulado de janeiro a agosto desse ano, com 6.537 unidades vendidas do Sandero. O segundo lugar no podium é o Gol da Volkswagen, com 5.029 unidades comercializadas.

Já no segmento de comerciais leves, a liderança é do Fiat Strada, que está rendendo à marca a primeira colocação no ranking das marcas no Paraná. O modelo vendeu 5.700 unidades de janeiro a agosto desse ano no Estado. O segundo lugar ficou com a Saveiro da Volkswagen, com 3.913 unidades vendidas.

Em relação ao percentual de participação do mercado no Estado, no acumulado de janeiro a agosto, a Fiat ficou em 1º lugar na categoria de automóveis e comerciais leves juntos, com 16,69%. Em 2º lugar ficou a VW com 15,43% e a GM conquistou a 3ª posição, com 15,30%. A Renault caiu da 3ª posição para 4ª, com 14,73% de participação.

Já no segmento de caminhões, a liderança é da Mercedes-Benz, com 28,16% do mercado. Logo atrás, está a Volkswagen, com 20,23% e, na 3ª posição, a Ford, com 20,07%.

A liderança do mercado de duas rodas é da Honda, com 75,87% do mercado. A Yamaha é a vice-campeã, bem distante da primeira, com 13,16%. E a posição bronze é da marca Shineray com 2,56% do mercado.

Vendas
No acumulado do ano, de janeiro a agosto, o Paraná emplacou 167.963 veículos, 24,73% menos que o mesmo período do ano passado. O mês de agosto isoladamente vendeu 19.856 veículos no total de todos os segmentos, 5,44% mais que o mês de julho desse ano.

De acordo com Marcos da Silva Ramos, presidente do Sincodiv-PR e diretor-geral da Fenabrave-PR, entidades representam mais de 720 concessionárias de automóveis, comerciais leves, caminhões, ônibus, motos e implementos rodoviários em todo o Estado, mesmo que o mês de agosto tenha apresentado números melhores, a perspectiva continua de queda em relação ao ano passado. “Existe uma probabilidade de termos um crescimento de produção e exportação no país, além de uma melhora no crédito, com os incentivos dos bancos das montadoras e dos bancos públicos, mas ainda não é possível afirmar uma recuperação nas vendas internas. Mesmo assim, o mercado da distribuição continua projetando boas negociações para o consumidor e oferecendo benefícios, de acordo com cada empresa e marca. Além disso, esse segundo semestre reserva lançamentos das versões 2016, o que pode incentivar as vendas”, explica, ressaltando que tradicionalmente, o segundo semestre é mais produtivo em vendas que o primeiro. 

0 comente:

Postar um comentário

Comentários com fins publicitários devem ser enviados para o nosso e-mail de contato.

Google+ Followers