quarta-feira, 21 de dezembro de 2016

Rally de Morretes reuniu quatro gerações de Peugeot: 205, 206, 207 e 208

As quatro gerações foram desafiadas nas curvas da Serra da Graciosa.

Peugeot 205.
O Rally de Morretes, além de toda a emoção das disputas das especiais, reservou mais um momento raro no esporte a motor nacional: A reunião de quatro gerações dos Peugeots de Rally.
Peugeot 206.
Disputaram a prova os modelos 205 (produzido de 83 a 98), 206 (grande sucesso nacional, produzido de 98 a 2010), 207 (o nacional, que usou como base o 206, produzido de 2006 a 2012) e o 208 (lançado em 2012).
Peugeot 207.
O modelo 205 teve dois representantes na prova. No Brasil, talvez tenha sido a primeira vez que o modelo competiu em provas de Rally, pois como chegou ao país importado, não era a primeira opção para receber preparação de competição. Na Europa, o carro foi sucesso absoluto nos rallys, graças a versão T16 que competiu no mítico Grupo B.
Peugeot 207 XRC.
Já os modelos 206 e 207 são mais do que conhecidos dos rallys. Com a criação da Copa Peugeot, toda uma geração de pilotos aprendeu a técnica do rally a bordo de um. Com o fim da categoria, os carros se espalharam e hoje dominam a maior parte das provas do rally nacional. Competiram também duas unidades do 207 XRC, protótipo nacional que recebe tração integral, câmbio sequencial e motor V6 de 300cv.
Peugeot 208
E o 208 até o momento corre solitário. O modelo recebeu forte preparação na Argentina e transformou-se em 208 Maxi. A versão usa o motor 1.6 turbo, mas recebe tração integral, câmbio sequencial de seis velocidades e um pacote especial, para brigar frente a frente com o já consagrado XRC nacional.

0 comente:

Postar um comentário

Comentários com fins publicitários devem ser enviados para o nosso e-mail de contato.

Google+ Followers