quarta-feira, 25 de fevereiro de 2015

As novidades do RallyPR para 2015

Depois do sucesso do primeiro ano de campeonato, o RPMC - Rallye & Pista Motor Clube - promete uma temporada ainda mais desafiadora do Campeonato Paranaense de Rally para 2015.

Em reunião com pilotos e organização, foram definidas novidades no regulamento do RallyPR, com o objetivo de melhorar o formato das provas e atrair mais competidores, aumentando o show de cada etapa.

Dupla Leo Zettel/Fred Zettel no salto da Ponte.
A primeira alteração significativa foi a nomenclatura das categorias, que em 2015 passam a seguir o formato FIA, sendo RC5 a categoria de entrada para veículos 1.6 4x2, RC4 para veículos 1.6 com preparação e RC2N para veículos acima de 2.0, com tração 4x4.

Para tornar o campeonato mais competitivo, os vencedores de cada prova passam a largar a prova seguinte com um acréscimo de tempo. O primeiro lugar larga com acréscimo de 30 segundos, o segundo lugar com 20 segundos e o terceiro com 10 segundo. “É como o troféu bigorna muito utilizado na pista, mas sem comprometer a pilotagem”, comenta o piloto e chefe de equipe Maurício Neves.
Decolagem do Maurício Neves, no Salto da Ponte.
A ordem de largada continua ao contrário do Campeonato Brasileiro, ou seja, primeiro os carros de menor potência. A comissão técnica do RPMC acredita que este formato seja mais interessante para o público. Porém, nas provas válidas também pelo CBR, prevalece o regulamento superior, mantendo os carros 4x4 turbo largando em primeiro.

O período de realização das provas também deve mudar, deixando o sábado apenas para competição. Dessa forma o reconhecimento das especiais deverá ser feita na sexta-feira a tarde. “A soma das duas atividades no sábado deixava os eventos muito corridos e, como todas as duplas sempre chegaram na sexta feira, acreditamos que essa alteração melhore as provas”, conta Walter Lamarca Jr., presidente do RPMC.

Finalizando a parte técnica houve uma alteração no regulamento do reingresso, quando um competidor, forçado a abandonar por problemas mecânicos ou acidente, pode retornar à competição. A partir de 2015, para cada especial que não completar, o competidor receberá o pior tempo em sua categoria, e receberá uma penalização de 3 (três) minutos para cada reingresso.

Mas as mudanças não se aplicam somente aos competidores. Segundo Leonardo Zettel, que além de piloto também comanda o departamento de marketing do RallyPR, os patrocinadores do campeonato também terão mais opções de divulgação de suas marcas. “Melhoramos a distribuição das marcas nas áreas reservadas dos carros de competição, aumentamos o número de placas nos trechos cronometrados e estamos em fase final de negociação para criação de um programa de TV exclusivo do RallyPR”, conta Zettel.

Calendário RallyPR 2015
21/03 - Rally de Itaiacoca (Ponta Grossa)
06/06 - A definir
15/08 - Rally das Araucárias
12/09 - Rally de Ponta Grossa
05/12 - Rally de Morretes

0 comente:

Postar um comentário

Comentários com fins publicitários devem ser enviados para o nosso e-mail de contato.

Google+ Followers