segunda-feira, 15 de outubro de 2012

Stock Car em Curitiba: Rubens Barrichello faz treinos e oficializa a participação na corrida de domingo

Rubens Barrichello realiza treinos na Stock Car nesta segunda e oficializa a participação na prova deste domingo.

Rubens Barrichello feliz com seu primeiro contato com o Stock Car. Foto: Duda Bairros/Vicar
Agora é oficial, diria a emissora oficial da categoria. Com o objetivo de preparar-se para a Corrida do Milhão, Rubens Barrichello confirma, finalmente, que vai sim correr a prova de Curitiba e Brasília, após os treinos desta segunda. Decisão já tinha sido divulgada por jornalistas especializados e estava apenas aguardando a confirmação de Rubens. 
Rubens Barrichello corre domingo. Foto: Miguel Costa Jr./MF2
Foram dois treinos de 45 minutos pela manhã e agora à tarde serão realizadas a simulação de classificação e por fim, uma de prova. Pela manhã, foram várias saidas rápidas, com quatro voltas, para conhecer o carro. Na segunda parte do treino, Barrichello já começou a ajustar o carro de acordo com sua percepção na pista. 
Rubens Barrichello. Foto: Miguel Costa Jr./MF2
Até o momento, o que mais estranhou foi a péssima visibilidade do Stock Car e o fato de não ver as rodas do carro, como acontece nos fórmulas. Acostumado aos carros abertos, Rubens levará um certo tempo até adaptar-se tanto ao cockpit fechado, quanto ao fato de voltar a trocar marchas na alavanca. 
Rubens Barrichello. Foto: Miguel Costa Jr./MF2
Mesmo com os poucas voltas no Stock Car, Rubens já fez o tempo de 1min21s5. Só para comparar, na primeira prova do ano em Curitiba, a melhor volta da corrida foi marcada por Nonô Figueiredo, com o tempo de 1min21s059 e a pole foi de Allam Khodair, com o tempo de 1min20s393. Parece pouca a diferença, mas o último colocado do grid em abril foi Rodrigo Navarro, com o tempo de 1min22s410.
Thiago Camilo deu dicas para o amigo Rubens Barrichello. Foto: Duda Bairros/Vicar
Além de não conhecer o carro, o piloto praticamente desconhece a pista, já que a única passagem pelo Autódromo de Curitiba foi pela F-Ford, em 1989. Depois de hoje, Rubens volta ao cockpit na quinta, nos treinos extras para reconhecimento do novo banco, inaugurado pelo próprio piloto nos treinos de hoje.
Stock Car de Rubens Barrichello. Foto: Duda Bairros/Vicar
Para a estréia, Rubens Barrichello escolheu o número 17. Este número é o que Ingo Hoffmann, dono de 12 títulos na categoria, usava enquanto competia. Ingo ficou muito feliz pela homenagem e Rubens o fez como reconhecimento, já que o "Alemão" foi um dos que influenciaram Rubens Barrchello, fazendo com que se apaixonasse pelo automobilismo.
No final da tarde Barrichello simulará uma corrida inteira. Foto: Duda Bairros/Vicar
Na Stock Car, Barrichello será companheiro de equipe de Xandinho Negrão. Os dois conviveram durante três temporadas - entre 2005 e 2007 -, quando Xandinho disputou a Fórmula GP2, categoria de acesso à Fórmula l. A chegada de Barrichello à Stock Car foi viabilizada depois que o piloto aceitou a proposta de correr em troca de uma contribuição de R$ 230 mil que a Medley fará ao Instituto Barrichello Kanaan.
Rubens Barrichello. Foto: Miguel Costa Jr./MF2
Com esta atração inédita, é claro que você não vai ficar de fora, certo? No link abaixo, saiba como adquirir ingressos para ver Rubens Barrichello de perto, aqui no Autódromo de Curitiba, neste domingo.

1 comente:

Comentários com fins publicitários devem ser enviados para o nosso e-mail de contato.

Google+ Followers